sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

anoiteça e amanheça eu

sempre precisei de um pouco de atenção de um amor marginal e no meio de tanta gente aquele gosto amargo do teu corpo ficou na minha boca por mais tempo de amargo então salgado ficou doce assim que o teu cheiro forte e lento fez casa nos meus braços quando eu encontrei você entre tanta gente chata sem nenhuma graça você veio foi no mês que vem foi quando eu chegar na hora em que eu te quis deixar pra amanhã deixar pra depois é bom se lembrar de respirar de novo de novo dava pra sentir por todo o corpo e eu te preparei uma surpresa eu chego pra dizer eu vim te ver e você veio pra ficar você que me faz feliz você que me faz amar assim meu peito agora dispara vivo em constante alegria meu coração selvagem tem essa pressa de viver no meu lugar onde você quer que ele seja pois eu estou te esperando desde que eu nasci e o amor que eu guardava eu guardei pra você então deita e aceita eu

eu protegi teu nome por amor dentro da tua orelha fria em segredos de liquidificador

faço nosso o meu segredo mais sincero eu tenho meus segredos e planos secretos só abro pra você mais ninguém eu vou te ser sincero deixa eu dizer que te amo isso me acalma me acolhe a alma isso me ajuda a viver não há nada de novo na noite venha cá não há nada a temer eu tou com uma vontade danada de te dar todos os beijos que eu não te dei pode ser que o silêncio te escute e no escuro você possa ver pode me algemar porque eu não quero me perder atravessa o meu peito liga o meu peito no teu antes dessa noite acabar dance comigo quando você me amar me abrace me beije bem devagar que é pra eu ter tempo tempo de me apaixonar e escute é a nossa canção cuide de quem te quer e cuidemos de nós é o amor que está aqui e sempre que eu pensar no meu bem vou colorir o dia deixa que eu seja o céu e receba o que seja seu

flutua ninguém vai poder querer nos dizer como amar

às vezes no silêncio da noite quando bate aquela saudade eu pensava que nunca mais ia me apaixonar na vida foi quando o vento fez do teu vestido um dom que deus te deu seus olhos e seus olhares milhares de tentações digo aqui tou eu te amo e as tuas pernas quero bem é só relaxar é só se entregar tiro a roupa com um riso acanhado meu bem me chame de teu põe algo pra gente ouvir pode me trancar não quero te machucar não devo te machucar e deixa a música tocar me interessa esse lado teu me desarma me convenceu me dou eu quero partilhar a vida boa com você porque amor tão grande tem que ser vivido a todo instante a cada hora que eu tou longe é um desperdício a vida é boa mas é muito melhor com você discorda do que eu penso não me importa eu quero só você deixa o que seja ser

estranho seria se eu não me apaixonasse por você

sabe tem teu perfume no meu cobertor e teu cheiro que ainda ficou na minha mão por isso não vá embora por isso não me deixe nunca nunca mais sempre que der mande um sinal de vida de onde estiver dessa vez qualquer coisa que me faça pensar que você está bem por que você não cola em mim volta que o caminho dessa dor me atravessa que sem você a vida não mais me interessa eu fico sonhando acordado senta aqui do lado e tira logo a roupa e vamos conversar então são mãos e braços beijos e abraços e eu já não sei o que faço rezando pra um dia você se encontrar em você e perceber que o que falta em você sou eu que meu amor é bem maior que tudo que existe não é impossível eu não sou difícil de ler para falar de amor deitar no seu colo então deita e receba o meu corpo no seu corpo

pra virar poesia desse amor desse amor marginal
pois nesse mundo algo há de valer à pena e nas coisas do amor convém melhor pagar pra ver pensei numa canção meu bem que falasse de amor então vem cá quando eu estiver fogo suavemente se encaixe guarde uma frase pra mim dentro da sua canção é você que tem os olhos tão gigantes e a boca tão gostosa me dá um beijo que eu quero teu cheiro grudado no meu edredom sorriso ao sono me sufoco em meu cobertor pra não me acordar sabe sonho demais com você dentro de tudo o que cabe em ti me agarram pelas pernas certas mulheres como você me levam sempre onde querem e já me sinto como um velho amigo seu e se existisse alguém que pode resgatar minha fé no mundo existe nós ainda bem que agora encontrei alguém quero ser seu quero ser seu quero ser seu fica tudo bem fica fica tudo bem quero me aquecer sentir o teu calor teu corpo é meu espelho em ti navego

e o teu momento passa a ser o meu instante

bem vindo ao que sou eu só não se perca ao entrar no meu infinito particular é só mistério não tem segredo meu bem meu bem andar caminho errado pela simples alegria de ser você tem que acreditar em mim não dê ouvidos à maldade alheia teu lábio é tão doce doce feito o mel quero me aquecer sentir o seu calor rolar rolar na cama te chamar de amor fazer mil poesias pra te conquistar se for preciso eu giro a terra inteira até que o tempo se esqueça de ir pra frente e volte atrás milhões de anos quando todos os continentes se encontravam para que eu possa caminhar até você continuar aquela conversa que não terminamos ontem tou com uma saudade apertada de ir dormir bem cansado e de acordar do teu lado pra te dizer que eu te amo que eu te amo demais

ítalo puccini

Nenhum comentário: