sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

eu quero, joão nogueira,

        um canto pra anunciar o dia. afinal, ninguém faz samba só porque prefere, e melhor é viver cantando as coisas do coração. o poeta, na verdade, deixa-se levar por uma magia, de onde o verso vem vindo e vem vindo uma melodia, esta que o povo começa a cantar. samba que samba no bole que bole.
       o nome a obra imortaliza.
       um canto pra amenizar a noite. a brisa trazendo a música, que na vida é sempre a luz mais forte. com o seu agradecimento ao wilson, geraldo e noel, uma brisa e uma luz que chegam de repente, com a rapidez de uma estrela cadente, acendendo a mente e o coração, ajudando o mundo a viver em paz. ai, se não fosse o violão.
       uma súplica: que vontade de tocar viola de verdade.
       um canto também contra a tirania. nó na madeira, lenha na fogueira que já vai pegar. a vida é mesmo uma missão, correr da polícia tem que ter coragem: malandro que dorme vai cedo pro céu. o corpo a morte leva. um dia de tristeza, quando falta o velho, e com ele a lembrança do dia em que um chute errado numa bola machucou o dedo.
      um canto para aliviar o pranto. de quem já tanto sofreu. e agora, drummond?, pergunta você, caro joão. que será de josé? se você voltasse, se você escrevesse. se josé pudesse ver a sua face. mas drummond foi mesmo embora, que tristeza, então. e agora, drummond? quem sabe, andar e pilotar um pássaro de aço.
     continuação do poder da criação é você, joão nogueira, você que é madeira. momento em que força nenhuma no mundo interfere, caro mensageiro da música. uma vida ao cantar, um canto para viver. de quem vai assim crescendo e se criando sozinho. ora um bambambam da esquina, ora um poeta de boca beijada pelo verso.
não tema o espelho se quebrar, afinal, olhando seu filho você vê que ele é o espelho do espelho que é você. pois quando o espelho é bom ninguém jamais morreu. todos temos qualquer coisa repetida, um pedaço de quem nos concebeu. a sabiá que nos diga, não é mesmo? que falta faz sua alegria.

ítalo. 

Nenhum comentário: