segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

quase, quintana

mas assim continua não dando liga.


"O poema


O poema
essa estranha máscara
mais verdadeira do que a própria face..."
_ _ _ _ _ 
"Hoje é outro dia


Quando abro cada manhã a janela do meu quarto
É como se abrisse o mesmo livro
Numa página nova...".


ítalo.

Um comentário:

Anônimo disse...

um que gosto muito, e que está nesse livro de haicais é aquele que ele fala é a morte é libertação, pois enfim podemos deitar na cama de sapatos. (concordo que estes aí não tão lá essas coisas)

edu