terça-feira, 22 de março de 2011

cena de leitura II



"O dia inteiro Felícia sentava o rabo, lendo".

(do conto "a gente boa da roça", de flannery o'connor, do livro "é difícil encontrar um homem bom", p. 203)

í.ta**

9 comentários:

Enzo disse...

OMG, o que não faz uma tradução!
Essa, do José Roberto. Será que ele quis imprimir um tom mais próximo do original, que é escrachado muitas vezes, e ficou viável nessa frase?
Pesquisei no original:
“All day Joy sat on her neck in a deep chair, reading”

bem literal:
"Todo dia Alegria sentava em seu pescoço numa poltrona, lendo"
(expressão ali no sat on her neck).
O José Roberto tá certo.

Na tradução do Leornardo Froes, no contos completos, Joy virou Allegra, não Felícia.

"Allegra passava os dias lendo, afundada numa poltrona" (pag 352)

pessoa comedida né? mas no final das contas, as duas traduções são boas.

Enzo disse...

assim que você terminar de ler esse o "É difícil encontrar um homem bom", que é um desses raros livros de contos que merece ser lido inteiro, eu preciso te xerocar o conto "Tudo o que sobe deve convergir", que é incrivelmente perfeito. Ainda tem coisa muito boa no Contos Completos que ainda não li, mas já tive a chance de ler algumas coisas bem chatas.
ahahahahaha

Assis Freitas disse...

esse cara é bom, já li algumas coisas dele


abraço

Assis Freitas disse...

quero dizer dela, lapso

abraço

Eduardo Silveira disse...

que curiosa essa diferença na tradução!

essa da felícia soa mais legal. mais caipirona.

Regina Carvalho disse...

Pior é se identificar com ela Joy, Felícia ou Allegra, e ficar com o rabo na cadeira, lendo e escrevendo, hehehe. Pela escolha da forma de tradução você percebe a ideia que o tradutor faz do leitor,é interessante! bj

Priscila disse...

Ah, desse livro só li o primeiro conto (que consegui pela internet), mas já consta entre minha leituras obrigatórias.

Fiquei também muito a fim de ler "Tudo o que sobe deve convergir".

Quando o Enzo te passar, passa pra mim?

Obrigada! Beijão!

Priscila Lopes disse...

ah, si, soy yo!

Priscila Lopes disse...

Consegui, na real.
Consegui o conto digitalizado.

Quer?