domingo, 13 de fevereiro de 2011

aforismo III

um dos mais bonitos gestos leitores é o de querer que o livro termine e o de não querer terminar o livro.

í.ta**

p.s.: qual livro o levou a sentir isto?

17 comentários:

Aninha Kita disse...

Concordo plenamente! *-*
Senti isso alguma vezes, um dos casos mais recentes foi com "A mão e a luva". Mas, ainda julgo "Só o amor é infinito" (de Lauro Trevisan) como o livro que mais senti essa linda contradição.

E o(s) seu(s)?

Beijos, beijos.
Ana

Anônimo disse...

o último que me causou esta sensação foi "as meninas" da lygia fagundes telles. queria descobrir o mistério das meninas, mas não queria abondonar o universo de cada uma delas.

beijos
amanda

Raquel disse...

a maioria dos livros que eu leio são assim...leio querendo desvendar o fim ao mesmo tempo sem querer que ele acabe. Um dos que me deixou com mais vontade de saber o fim foi A menina que roubava livros, muito bonito. Também o livro do Michel Foucault :Eu, Pierre Riviere, que Degolei Minha Mãe, Minha Irmã e Meu Irmão.
bjos

SILVANA disse...

muitos muitos dos que eu leio.. fico no finalzinho economizando, sem querer perder a companhia, acariciando a capa, lendo devagarzinho..

Eduardo Silveira disse...

é uma bela contradição.

e óia, comigo o negócio é diferente, pq nem todo livro me dá isso, é raro (o que não significa que as demais leituras sejam desapaixonadas).
cito "o ajudante", robert walser. um livro especial pra mim.

abráçu

Záia disse...

este sentimento ambivalente dá uma boa discussão no campo simiótico da narrativa. Umberto Eco que o diga!

Já senti isso em várias narrativas.

Canteiro Pessoal disse...

Ítalo, verdade!

Abraços

Priscila Cáliga

Lívia disse...

Estou sentindo isso agora que estou lendo A montanha mágica. Eu olho pra aquele livro enoooorme e já penso que quando estiver acabando vai me fazer uma falta danada...

G. F. Busnardo (Gui) disse...

sem tirar nem por ;D

(toda aventura que li, sem exceção).

Roberta Ávila disse...

garcía márquez, sempre. =***

Sid disse...

Harold Robbins, Ken Follett & Frederick Forsyth...

Alicia disse...

leio clarice lispector e leevo meses para terminá-la, só para não acabar.
outros, gosto muito, e devoro em horas.

Priscila Lopes disse...

alguns, alguns livros.
é muito bom.

alguns desses alguns eu até retomo a leitura anos depois.





tenho dificuldade em dizer adeus.

Carol Rosa disse...

é realmente um paradoxo... isso me ocorre em algumasleituras, principalmente qudo se trata de Clarice Lispector e também o Dom Casmurro do Machado que acabo de ler pela 3ª vez..

beijo!

Cássio Amaral disse...

"ME ROUBARAM UNS DIAS CONTADOS" do meu saudoso amigo RODRIGO DE SOUZA LEÃO.

Braços.

Assis Freitas disse...

um livro nunca termina ele continua agindo dentro de nós,

abs

Vanessa Souza Moraes disse...

Fazes-me falta, da Inês Pedrosa.

Azul-corvo, da Adriana Lisboa.

Três traidores e uns outros, do Marcelo Backes.