quarta-feira, 10 de novembro de 2010

então, é natal


com o perdão do título copiado e previsível.

em natal, o dia "nasce" até antes das 6h. e "dorme" antes das 18h. praia? até 16h30. depois, só sombra e água fresca à espera do pôr-do-sol.

aqui onde estou, em natal - bairro ponta negra - os conceitos de alto/baixo e subida/descida se relativizam muito. alguns hoteis, por aqui, não são para cima. são para baixo. sim! a recepção do hotel em que estou fica no andar 6, o que significa que os quartos dos andares 5 a 1 ficam para baixo disso. mas não fica para baixo da terra, não. o que não falta por aqui é morro. e os hoteis se utilizam dessa estrutura terrena do bairro. dá para entender um pouco com a foto da fachada deste hotel em que estou. esta foto é tirada da rua debaixo. a recepção fica na rua de cima. por isso no sexto andar. loucura, enfim. (eu até fiz fotos para mostrar isso melhor, mas o pc aqui do hotel não tá aceitando passar as fotos da minha câmera. paciência).

o mar daqui da praia de ponta negra é bastante agitado. cheio de surfistas. banhistas simples - tipo eu, sabe? - só ali no razinho, onde já é agitado à beça. e a temperatura da água é muito boa, apesar do vento constante que se mantém por aqui (parece que é na cidade toda, pelo que me disseram). e é um vento maravilhoso! bom, mas não havia mesmo como a temperatura da água não ser assim boa, afinal, o que não falta por aqui é sol, e um sol quente pra dedéu (o branquelo aqui é claro que já se queimou, mesmo com bloqueador fator 50!).

o povo daqui é um encanto de simpatia. eu até já esperava por isso, mas é tão gostoso ser bem tratado assim! preciso é sempre cuidar, pois eles me convencem fácil demais a comprar.

de tanto lugar pra passear, + praia, + frutos do mar (que eu adoro e aqui são vendidos também em barraquinhas na beira da praia), é preciso se esforçar para lembrar do congresso, o real motivo de ter vindo para cá =) (para isto, outra postagem, depois de assistir a mais trabalhos por lá).

í.ta**

6 comentários:

Franccesco disse...

Tá bem mais ou menos aí em mano....olha, um dia sonhei em ir num lugar assim, mas é só para os fortes né....to malhando pra chegar até aí....rsrs!

Por que você faz poema? disse...

Quando escuto "então, é natal", a frase sempre soa aborrecida, como se o ano tivesse passado como uma escola de samba sem alegria, ou como diria Zeca Baleiro: "que atravessa".

Assis Freitas disse...

vidinha marrom menos, feliz Natal

abraço

Anônimo disse...

bela estadia natalina hein?! aproveite!
Amanda

Valdir Appel disse...

Cara, taxxx na minha terra.
Lugar do mais bonito pordosol, da carne de sol, do povo gentil.
Eita sofrimento...

Elzenir Apolinário disse...

I.ta sou louca para conhecer Natal. Dizem q é linda!!! Avisa destes congressos, pois nunca fico sabendo. Bjs