terça-feira, 27 de abril de 2010

para uma resposta...

gosto por demais da escrita da clotilde zingali. acompanho os escritos dela no blog, nas crônicas de quinta-feira do jornal anotícia, e nos livros que ela já publicou.
______
tem um texto, do livro "bricolagens para geladeira", de que gosto muito. um texto que vezemquando releio. sempre naquela de escrever mesmo uma resposta para ele. mas minhas confusão de fazer mil coisas ao mesmo tempo me atrapalha nisso.
_____
então taí o bichinho. para quem interessar, vale o rabisco de uma resposta, não vale? vale postar aqui nos comentários, vale postar em outro blog, sei lá. sei que vale uma organizaçãozinha que eu inda não tive para um rabisco-resposta assim.
_ _ _ _ _
“Escrevo-te às duas da tarde, não tem sol lá fora e aqui o som das teclas permeia a música ao fundo. Queria que soubesse de meus dias, vezes êxtase, outros madeira em chamas, outros ainda, chuvarada. Hoje não sinto aquela febre do outro dia. Penso que aquele calor fez-se palavra e desfez-se nas que proferi. Escrever é anti-histamínico doutores! mas, sabe aquela tatuagem que fiz um dia na praia? Ela escreve em meu corpo lembranças daquele dia entre outras tantas... e sabe? Não enxergo meu corpo sem ela e vezes, converto-me toda naquele desenho – sou uma espécie estranha de ovíparo – fecundada, transfiro as sementes para serem gestadas, sou frágil e solitária e acham-me afrodisíaca...qual o quê! Você sabe de minhas covardias e é bom que divido as tuas. Trocamos peso, não é? Nossas expressões moldadas não escondem a ânsia que por sua vez ou outra se atravessa, não escondem a saia justa e as notas fora do compasso. Sabe que agora já sei diferenciar compasso binário de ternário e quaternário? Bom, vou me despedindo que me apressam outras urgências. Conte-me de você. Saudade”.
_ _ _ _ _
ítalo.

4 comentários:

clotilde zingali disse...

Oi Ítalo :)) que querido é você. obrigada pelo carinho e saiba que eu também admiro muito seus textos antenados, sensíveis e inteligentes. precisamos combinar como vc pode pegar o livro...tem aparecido na Univille? beijo, Clô

Aninha Kita disse...

Não conhecia a autora, entrei no blog dela também (estou fazendo isso com frequência, acho que é positivo), e gostei bastante.
Pretendo responder em meu próprio blog, espero que eu consiga alcançar essas admiráveis notas da alma.
Adorei seu texto!
Ana

Eduardo Silveira disse...

e eu conheço e não conheço. apenas acompanho suas crônicas. A clotilde poeta, muito pouco. Esse "bricolagens para geladeira" tem um título tão atrativo. Texto muito bom mesmo. Boa escolha. :)

Atriz disse...

que lindo, Italo!!!!! bom saber de mais escritores talentosos e com a sensibilidade que todos precisamos nos dias atuais!!!

muito bom!!!!

aaah não saberia responder para voces.....rsrsrs

beijo, Gisele