quinta-feira, 4 de março de 2010

entre viagens e leituras

já escrevi aqui no blog sobre "a arte de ler e escrever em um ônibus".
mas esta semana voltei a pensar sobre isto, de uma forma um pouco diferente.
_______
o texto anterior fazia referência ao ônibus-de-cidade, o transporte coletivo-urbano mesmo. o andar entre-bairros. a dificuldade em ler e escrever nesses ônibus.
____
pois agora, esta semana, o que andei de ônibus entre-cidades não foi brincadeira! e isso que é só quarta-feira!
___
jaraguá-joinville, joinville-floripa-joinville, joinville-jaraguá. haja viagem!
______
horas dentro dos busões pelas cidades, com monte de livros na mochila, cheio de planos de lê-los e 'escrevê-los', e nada me aconteceu. nada.
____
como dormi nesses ônibus! a única viagem em que fiquei acordado foi a última, de jlle pra jguá, em que li mais um bocado do "ensaio sobre a cegueira", do saramago. de resto, dormi horrores.
_____
o que me fez pensar na dificuldade em ler e escrever em um ônibus circular. mas senti dificuldade ainda maior em um ônibus intermunicipal. simplesmente por não conseguir manter meus olhos abertos.
_____
e é bem possível que eu viaje mais vezes com essa frequência. e que eu tenha coisas mais importantes para ler e estudar nesse tempo de viagens. o que me preocupa, sim.
____
mas haverei de conseguir. haverei.
___
ou não?
______
alguém receita um remedinho, uma técnica infalível para melhor aproveitar o tempo nos ônibus dessa vida??
____
í.ta**

12 comentários:

Regina Carvalho disse...

Ler em ônibus não é seguro para os olhos. Melhor mesmo dormires,cara!
bj

A Moni. disse...

O problema é que nessas viagens mais longas, vc não tem medo de perder a hora de descer, então acaba relaxando.
E a gente sabe...o cansaço dos dias faz com que qualquer cantinho seja um convite a uma boa soneca...

Quem sabe a noite anterior bem dormida e um café bem forte antes de sair ajude...

Mas olha: concordo com a Regina aqui em cima... É perigoso pros olhos. Pode causar um tal deslocamento aí... Conheço alguém que já sofreu isso. Então, moderação!
Carregue uma mochila mais leve... ela pode até servir de travesseiro... rsrs

Beijos e ótima quinta, Ítalo!

Amanda disse...

Olá Ítalo!
A imagem não era minha não, era da minha xará http://diabledoux.blogspot.com/ :)

Ensaios & Garatujas disse...

Apesar de ser extremamente não recomendável, ainda mais que uso óculos, me sinto na obrigação de ler e escrever no único tempo livre: dentro do ônibus, no trajeto jaraguá-joinville. Sei que isso pode me acarretar sérios problemas mais pra frente, mas tudo pelo amor à literatura...

Mary disse...

não consigo ler em ônibus... se a estrada estiver ruim e o ônibus balançando então fico logo com dor de cabeça.

melhor ouvir música! :P

Eduardo Silveira disse...

pois é, eu não tenho receita, não :/ E como a maioria, acho bem desagradável ler em ônibus (às vezes faço essas viagens floripa-jlle)

Eu sempre acabo lendo um pouco (uma hora começa a cansar), mas pego uma coisa leve.
Da última vez, foi um do Werner Zotz ^^

No mais, aconselho que durma. Trará benefícios para suas próximas leituras, ainda que indiretamente ^^
Ah, e a música, como bem disse alguem aí em cima. A música nmão exige tanto de vc como um livro. OK, depende da música e do livro que falamos. Mãs, ah, vc entendeu :D

PS: o "Sujeito Oculto" tem esse nome porque....bem, quando vc perguntou...fiquei pensando porque dei esse nome tão...clichê. Bem, era início de 2008, e nessa época eu era bem introvertido, guardava as ideias e palavras pra mim. Daí esse nome que sugere uma pessoa escondida. Meio adolescente, não? Mas enfim. É isso. Não quis mudar. Ah, e lembra gramática né. Trazer um mal-fadado conceito da gramática pra um blog (vá lá) de poesia tem lá suas intenções... ocultas. ^^

Abraçoo!

Eduardo Silveira disse...

Em tempo: preciso perguntar a um oftalmologista sobre essa história de deslocamento. Até a Taiza, a professora, já disse pra não ler em veículos em movimento, para não correr esse risco. Mas sempre ignoro isso. :X

Simplesmente Outono disse...

Meu paradoxo, muito prazer...

Sorrisos e lágrimas, algumas vezes ao mesmo tempo.
Superações e mágoas andaram de mãos dadas em sua maioria.
Desafios e surpresas nem sempre superados e tão agradáveis assim.
Infinitas dúvidas e certezas, uma perfeita e delicada simbiose.
Um pedido: que os melhores sentimentos simplesmente permaneçam onde estão.

Simplesmente Outono.

Rubens da Cunha disse...

hehe,
eu já desisti... sempre durmo também.

não tem remédio não :)

tania não desista disse...

oi ítalo!
não gosto de ler em movimento.
prefiro usufruir para relaxar...em companhia dos pensamentos.
é um tempinho agradável...não deixo de aproveitar.
se a viagem é longa? ...um cochilo de olhos semi cerrados não é mal!
bjos
taniamariza

Mô Amorim disse...

Querido, vim retribuir tua visita! E é tão bom aqui, né? Então andas de ônibus? Ah.. eu sou craque nisso, rs... Tenho técnicas budistas para a empreitada... Eu procuro me sentar em poltrona individual, tipo aquela atrás do motorista...que tem ainda um vidro separando a gente do resto do povo...Já escrevi poemas importantes pra mim em ônibus e metrô... mas dá vergonha de escrever no metrô, porque se alguém conseguir ler de cabeça pra baixo, vai presenciar um poema nascendo, e isso...ai, isso é tão íntimo... um beijo, querido...e parabéns pelo blog..com carinho, mo amorim (www.estripitizese.blogspot.com)

Atriz disse...

eu só consigo ler se for uma viagem muuuito longa e que sei que não perderei a chegada. se meu pensamento ficar preocupado com alguma coisa, não há cérebro que concentre! rsrs
.
e ler em ônibus lotado e o povo falando, tbm é só pra gênio!
bom...não sei se é prejudicial à vista, se eu gosto e tenho disponibilidade de tempo, eu leio!

bj!!!