sexta-feira, 6 de novembro de 2009

uma leitura que encanta

“O bordado encantado”, de Edmir Perrotti, é um livro para ser lido da frente para trás e de trás para frente. É um livro para ser lido em voz alta. Mais do que isso, é um livro para ser contado.
_____
A história de “O bordado encantado” é um pedacinho da vida de cada um dos leitores que podem ter se deparado com ela. É uma história com final feliz, mas de um pontual suspense no seu decorrer. É uma história de contos de fadas mesmo, que resgata a tradição dos contos mais clássicos.
______
É a história de uma viúva muito pobre e de seus três filhos. E do bordado também. Um bordado que muda a vida dessa mulher bordadeira e de seus filhos. Um bordado que mostra a todos os personagens, e aos leitores também, a delicadeza que se torna necessária para bordar a vida, seus encantos e seus riscos.
____
A narrativa, com ilustrações cuidadosas de Helena Alexandrino, recupera características dos contos maravilhosos: “a velha mãe pobre, os três filhos, a bondade do mais novo, o elemento mágico que desencadeia a mudança ("o tecido que balançava ao vento numa barraca próxima"), a busca mal sucedida encetada pelos dois filhos mais velhos e o sucesso do terceiro, após enfrentar diversas provas. E ainda o encontro com as fadas no castelo da montanha e, principalmente, a paixão entre o jovem e a fada de vermelho, que culmina em final feliz”.
____
É esse, basicamente, o enredo, escrito em um tom muito suave e encantador. Não é o leitor quem conduz a história, e sim a história quem conduz o leitor, que se vê fisgado pelo sumiço do bordado, pelas buscas dos três filhos, pela tristeza da viúva, e pelos rumos que a história acaba tomando.
_____
“O bordado encantado” é livro vencedor do Prêmio Jabuti 1998. E eu escrevi lá no começo que é livro para ser lido de trás para frente também. E assim é pela beleza que contém o escrito de apresentação do autor, na última página do livro: “Contudo, agora que terminei o trabalho, sinto-me de mãos vazias. Se a tradição oral me forneceu o belo argumento, minha condição não permite que eu sinta o fôlego, o olhar, a presença do leitor, sua aprovação ou rejeição imediata. Conto à distância! Quem sabe um dia, por essas razões difíceis de prever, a gente não acabe se encontrando por aí. Seria muito bom ouvi-lo contar uma história – a de sua leitura do ‘Bordado’. Minha atual apreensão talvez se acalmasse um pouco. Afinal, além de encantar, os contos também sempre confortaram”.
___
E este é um conto escrito de maneira confortante para o leitor. É um conto que convida a virar as páginas, a voltar nelas, a torcer pelos personagens. Mais do que isso. É um conto que alimenta o desejo de leitura. Contos assim marcam profundamente as histórias de leitores que somos.
____
í.ta**

7 comentários:

Eduardo Silveira disse...

lindo esse texto. certamente, o livro é mais ainda.

Nota triste: não achei ele na minha memória do skoob :(

rsrs
Abraço, Ítalo

Simplesmente Outono disse...

Agradecendo sua visita e também o eleogio. Texto novo publicado faz pouco onde gostaria muito da sua apreciação.
Volto.
Minhas folhas secas com carinho pra ti.

Canteiro Pessoal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canteiro Pessoal disse...

Ítalo. Não li Viviane Masé, mas deduzo que deva ser fantástico. Pois suas exposições no blog de certos autores exprimi qualidade em leitura. Também, agradeço por suas belas palavras ao meu espaço é sempre um prazer passar meus olhos aos comentários e lá constar suas expressões.

Fica na paz

Abraços

Priscila Cáliga

Cássio Amaral disse...

bordamos o amor além do trem já nos trilhos da vida
que vai de minas a santa catarina, ou de santa catarina a minas, ou passando pelo brasil a fora sem grilos, e fazendo a maria fumaça soprar nuvens na metáfora exata da
nossa felicidade.

legal o seu blog i. ta!

eta
ita


um grande abraço.

p.s. sou namorado da maeles.

Camila F. disse...

Deve ser encantador mesmo...Vou procurar este.
Estou estudando contos de fadas. Mas não os tradicionais, os "contos de fadas" de Marina Colasanti...

P.S: Obrigada pelo comentário, pela indicação do blog e pela musica. :)
Beijo e até!

Nydia Bonetti disse...

Isso parece bom de verdade. Vou ver se encontro e me encanto...

Abraços.