sábado, 11 de novembro de 2006

Moinho

"Ouça-me bem, amor, preste atenção
O mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões ao pó
Preste atenção, querida
Em cada amor, tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavaste com teus pés"
(cartola)

na voz de Cazuza
...

Nenhum comentário: